sexta-feira , 15 dezembro 2017

Maldade sem medida: colono é alvejado na porta de casa por desconhecidos

23844386_1482928848455291_6585551296017506723_nO ribeirinho Sebastião Cuesta de Souza, 63 anos, foi brutalmente assassinado com um tiro de espingarda na região das costelas, na porta de sua residência na comunidade Santa Amélia, no rio Caeté, próximo ao ramal do 16, por volta do meio dia deste sábado.

O crime foi praticado por dois homens encapuzados que até agora não foram presos. Segundo o filho da vítima, o radialista Jota Aparecido, o Colono havia chegado da roça onde estava fabricando farinha, na companhia da esposa.

“Até agora não sabemos o motivo dessa crueldade. Mas posso adiantar que meu pai não devia nada a ninguém e com 63 anos de vida sempre trabalhou na roça. Minha mãe contou que os dois rapazes encapuzados chegaram atirando e depois fugiram sem levar nada”, disse Aparecido.

O homem foi socorrido pela polícia, mas faleceu antes de dar entrada no Pronto Socorro de Sena. O corpo de Sebastião Manunga, como era conhecido, permaneceu no necrotério do hospital João Câncio Fernandes até a chegado do IML que levou o corpo para os procedimentos em Rio Branco.

O crime ocorreu por volta do meio deste sábado e abalou a pequena comunidade formada em sua maioria por pessoas da mesma família. A polícia civil deve investigar o crime.

Por Aldejane Pinto

Deixe uma resposta