segunda-feira , 25 junho 2018

Colono é brutalmente assassinado no Rio Macauã. Filho pede justiça

homicidio (Copy)O pedreiro Antônio Ferreira  procurou a delegacia de polícia civil de Sena para registrar o assassinato de seu pai, Valdemar Ferreira da Silva, o Valdo, 59 anos, morador no ramal do Narcelio, região do Rio Macauã, a 75 quilômetros da zona urbana de Sena Madureira.

O colono foi brutalmente assassinado com um tiro de arma de fogo, quando estava em sua casa por volta das 17h de terça-feira 19.

O principal suspeito é um homem com várias acusações, inclusive por homicídio registrado anteriormente, e não vamos divulgar o nome para não atrapalha às investigações.

De acordo com a polícia cívil, contra o acusado de mais esse crime já existe um mandado de prisão em aberto, mas pelo fato dele estar foragido na região de floresta no Rio Macauã, não pôde ser cumprido até o momento.

“Agora vamos denuncia-lo por mais esse homicídio”, disse um investigador. Segundo informações, o colono estava ameaçado de morte porque não permitiu que o acusado invadisse um lote de terra pertencente a família da vítima.

O filho da vítima estava na delegacia local até às 13h desta quarta-feira 20, aguardando a saída dos policiais para resgatar o corpo de Valdo. “Estou aqui desde às 9h da manhã, mas os policiais falam que o delegado está atendendo em Manoel Urbano e não tem motorista para conduzir o quadriciclo até a colônia para trazer o corpo do meu pai”, lamentou Antônio.

Por Aldejane Pinto.

Deixe uma resposta