segunda-feira , 16 julho 2018

COMBATE AOS ANIMAIS DE RUA – Projeto da prefeitura visa castrar cães em Sena Madureira

caes (Copy)“Não queremos abater os cães que vivem perambulando pelas ruas da cidade, mas precisamos encontrar uma solução para controlar esse problema”, afirma o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), ao anunciar um projeto que visa castrar, ou seja, ‘capar’, os cães de rua que provocam acidentes, reviram entulhos e causam diversas consequências negativas a sociedade.

A velha problemática enfrentada no município será combatida pela prefeitura municipal, através da vigilância sanitária.

“Quero anunciar que estamos tomando uma atitude com relação aos cães que vivem soltos na feira livre, na frente de restaurantes e pelas ruas em geral. Para isso, a partir do dia primeiro de junho deste ano, esses animais serão recolhidos e entregues a especialistas que irão castrá -los”. Esta foi a melhor forma que encontramos para controlar o aumento desses animais e, futuramente, acabar com essa grande quantidade de cachorros nas ruas”. afirma Serafim.

O assunto começou a ser debatido na tarde desta quarta-feira (14), durante uma reunião envolvendo integrantes da vigilância sanitária e veterinários do município. “Estamos definindo a melhor maneira para lidar com esse assunto, que, por sinal, é uma reinvindicação dos moradores.

Segundo Mazinho, quem cria cachorros presos nos quintais também poderá optar por castrar seus animais. “Somente na última campanha, vacinamos cerca de 11 mil caninos, só na zona urbana são mais de 07 mil, precisamos controlar o aumento de cães, só assim os moradores terão menos problemas com animais soltos nas ruas”, disse Serafim.

Mazinho ressalta que não é contra a criação de cães, no entanto, a prática deve ocorrer em locais fechados. “Eu mesmo, tenho 07 cães de guarda em minha residência, mas tenho controle para que os mesmos não saiam do quintal, e peço aos proprietários de cães que prendam seus animais, caso contrário, serão recolhidos e castrados. Vamos começar castrando os cães machos, mas, futuramente poderá ocorrer também com as fêmeas”, finalizar.

Por Aldejane Pinto.

Deixe uma resposta