quarta-feira , 26 junho 2019

Pescador assassinado pelo irmão era separado e deixou duas filhas; veja foto

escadorO pescador Acrinaldo da Silva Freire, de 45 anos de idade, residente na comunidade Regeneração, rio Purus, estado do Amazonas, foi morto com um tiro de escopeta na noite desta quarta-feira (22). O acusado é seu irmão mais novo, Reginaldo da Silva Freire (27), preso em flagrante pela polícia militar de Sena Madureira, quando chegava ao porto da cidade, nesta manhã.

Após ser conduzido ao hospital João Câncio Fernandes, o corpo foi liberado para o velório, que ocorre na casa da família na rua Piauí, próximo ao Ginásio Coberto. O sepultamento será nesta sexta-feira pela parte da manhã no cemitério São João Batista.

Acrinaldo era separado e deixou duas filhas adolescentes.

O crime

O assassinato aconteceu na casa de Eril da Silva Freire, irmão dos envolvidos, por volta das 23h. Segundo a polícia militar, o autor relatou que “estavam ingerindo cerveja e deram um pó (droga) para o mesmo e não lembra de mais nada”. Testemunhas contaram que Reginaldo se apossou de sua escopeta e atirou para cima, seu irmão mais velho que estava deitado numa rede saiu para ver o que estava ocorrendo e foi alvejado no peito com outro tiro fatal, de forma proposital e sem motivação aparente.

O outro irmão, Eril, tomou a arma da vítima e, nesse momento, o autor do disparo sofreu um corte no lado esquerdo do rosto.

Reginaldo contou na delegacia que tem atestado de problemas mentais e estaria há três meses sem tomar a devida medicação. Sobre a arma do crime, disse ter perdido na viagem para a cidade quando a canoa que ele vinha se alagou ao bater em um barranco.

O presidente da colônia dos pescadores, Valdir Martins, lamentou a tragédia. “Ficamos chocados com esse acontecimento, principalmente por tratar-se de uma tragédia familiar envolvendo dois irmãos. O Acrinaldo era sócio pescador e, juntamente com os demais companheiros, lamentamos muito”, disse Martins.

Por Aldejane Pinto

Deixe uma resposta